Desporto

Criança impedida de entrar na escola por dívida de 270 euros relativa a refeições

A história está a tornar-se viral nas redes sociais e dá conta de que uma criança, de 5 anos, foi impedida de entrar no Jardim de Infância do Centro Escolar de Seia devido a uma dívida da sua mãe à autarquia, devido ao não pagamento das refeições da criança (no valor de 270 euros).

A mulher, de 35 anos, é empregada de limpeza e alega que: “só tomou conhecimento da dívida poucos dias antes do final do ano letivo e do início do programa de Atividades de Animação e Apoio à Família (AAAF), promovido pela autarquia, desde 9 de julho até final de agosto”.

“Foi um lapso, devido à pandemia e à confusão no processo de matrícula. Não acho que fosse obstáculo para a resolução do problema. A funcionária, muito envergonhada, disse que a criança não podia entrar e que teria que ir à câmara resolver o problema. Senti-me humilhada e desamparada porque não tinha onde deixar o menino”.

A mãe contou ao jornal Correio da Manhã que a criança ficou traumatizada: “Ela não percebeu o que estava a acontecer e questionou-me porque não podia entrar se não se tinha portado mal”.

O presidente da Câmara Municipal de Seia, Carlos Filipe Camelo, diz que: “A mãe foi informada várias vezes de que a criança não reunia os requisitos necessários de admissão para o apoio social. Mesmo assim, a mãe decidiu apresentar-se com a criança no estabelecimento de ensino, gerando uma situação de todo dispensável para o menor”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo